quinta-feira, dezembro 07, 2006

Porto é a nova Londres

Chuva forte e nevoeiro cerrado não é lá muito vulgar, mas hoje aconteceu.
Do Marquês não se enxerga sequer o fim da Constituição, carago!

Vamos lá ver se hoje não há ninguém a meter-se outra vez no túnel do metro....

10 comentários:

Mouro da Lapa disse...

O Marquês não topava nem o princípio de uma Constituição, quanto mais ver-lhe o fim. Tens cada uma!

Mazinha disse...

Ai que eu gosto tanto quando te pões com as piadas intelectuais... beijoca, ó mouro...

Mouro da Lapa disse...

Um intelectual é um gajo que quando nos responde a gente fica sem saber qual foi a pergunta, não é?

Mazinha disse...

Que é que perguntaste????

Mouro da Lapa disse...

Já não me lembro.

Anónimo disse...

Isso em Lisboa já não acontecia, porque o nosso metropolitano é dos verdadeiros, daqueles que andam mesmo debaixo da terra.

3traques disse...

...e, no Cais do Sodré, até anda debaixo de água...

Mazinha disse...

ó Pedrito... a linha D tem 3700mts de túnel, ó "inguenorante"... os gajos entram no túnel através da ponte, topas? ou querias uma ponte subterrânea?? estes mouros...

Mouro da Lapa disse...

Estou com o Pedro, ó badie. Aquilo é um eléctrico a metro.
E já agora, uma coisa que me chateia: já perdi vários comboios devido ao tempo que levo a tentar perceber quanto é que tenho de pagar, somado ao tempo que também levam os que estão à minha frente na bicha para carregar o "andante" (nome fantástico). Com isto tudo já cheguei a demorar dez minutos entre chegar à estação e ficar munido do direito de viajar em tão encantador (centí)metro.

Mazinha disse...

Aquilo tem um mapa ao lado cheio de cores. Contas as zonas e prontos, pá, pagas. Agora, a gente não tem é culpa que o nosso metro tenha MAIS KMS de linha que o vosso e, consequentemente, mais zonas. Ah pois é!

Quanto ao "carregar"... vocês aí não compram bilhete??? tss tsss.... considerando que têm de passar por umas maquinetas irritantes para entrar e sair da estação... vocês falam é de inveja, o nosso metro inté tem paisaje, carago!