terça-feira, dezembro 12, 2006

O velhinho trepa-paredes

Eu geralmente detesto modas. A moda é uma coisa tão horrorosa que tem que mudar todos os anos.

Mas há modas que me irritam particularmente, como a daqueles Pais Natais pindéricos que por esta altura andam por esse país fora a trepar paredes. Aquilo é medonho - um pobre velho que há muito ganhou direito a desconto nos transportes públicos amarinhando pela parede acima como se já não tivesse direito a estacionar o trenó no telhado e a entrar pela chaminé. E daí... Se calhar já põem parquímetros nos telhados.

Eles estão por toda a parte. Um dia subiu um, agora sobem milhares. Amanhã, provavelmente, subirão milhões, alapados nas fachadas como salteadores radicais. É uma mania que me irrita quase tanto como a de dizer "basicamente" no início de cada frase conclusiva.

Um dia destes salta-me a tampa e começo a praticar tiro ao alvo.

6 comentários:

cucasss disse...

Quando fores... avisa-me que vou ctg...

Mazinha disse...

há coisas piores: esferovite nas montras a fingir neve... e anjinhos a cair em cascatas... meninos jesuses envoltos em sedas... and so on...

Anónimo disse...

em versão paintball?

shyznogud

3T disse...

Eu já calculava que a intelectualidade blogueira não gostasse do jingó béle, mas assim tanto, não. Que mal faz?
E mérri chismas e a jépi niu iâr.
E que o menino Sued encha vossas chanatas de cousas boas, e faça crtl alt del à vossa biliosa amargueza.

Mouro da Lapa disse...

Deixa lá, 3t, eu poupo o teu.

miguel disse...

o pa voces nao podem falar...quer dizer escrever de forma que eu, iletrado ciberneuta, consiga perceber? a continuar assim, bem justificam a revisao da lingua portuguesa. lol