quarta-feira, novembro 29, 2006

Adenda à chatice anterior:

Os que acham que devemos abster-nos de tudo o que possa ofender o Islão deveriam começar por evitar fazer uma data de coisas na sua vida quotidiana. Comer "croissants" quentinhos ao pequeno-almoço ou ao lanche, por exemplo. Este pequeno "crescente" dourado e comestível foi inventado pelos padeiros de Viena para comemorar a vitória sobre os turcos que cercaram a cidade em 1683. É, portanto, um pãozinho politicamente incorrecto.
Não reparei se se comem croissants na Turquia. Se calhar comem.

8 comentários:

Mazinha disse...

As coisas que o meu mouro quase preferido sabe :)))

Tou contigo, claro. Se não acho que uma caricatura de Cristo deva ser censurada, porque o deverá ser uma de um profeta deles?
Para não os chatear? Então também não poderíamos chatear os cristãos, os judeus, os pauliteiros de Miranda e por aí fora... Ou é pra todos ou pra ninguém.

ps - tens aí alguma caricatura dos pastorinhos à mão???

Mouro da Lapa disse...

Arranjo uma deles vestidos de fato e gravata e sentados num jipe topo-de-gama, depois de terem montado uma firma de import-export com o dinheiro que receberam da UE para deixarem de criar ovelhas.
A propósito, acho que me vou candidatar a um subsídio dessses. Tenho um plano excelente para não criar porcos.

Anónimo disse...

Muito bem vizinho mouro (eu sou mais saloio que mouro), fiquei ainda a gostar mais de croissants.
Estão chateadinhos estão ? Eles que se fodam :-)

O mouro preferido sou eu não é ? bem me queria parecer...

H2SO4_ disse...

Por acaso o teu mouro sabe deste "ménage à trois"? Tá-me cá a parecer que estes 2 mânfios ainda vão clonar ovelhas e porcos, lá prós lados da Vidigueira.

Mazinha disse...

u wish :) o meu pódio tá de pedra e cal...

3T disse...

O 26cms está cada vez melhor. Devia publicar.
O pior é o café. Um empreendedor polaco, defensor do cristianismo, rabiscou umas sacas de café deixado pelos turcos no cerco a Constantinopla e meteu-o na Oiropa.

3T disse...

Correcção:
É claro que se tratou do cerco a Viena, feito pelos turcos. Estou a ficar esclerosado... Desculpem o erro crasso.

Mouro da Lapa disse...

Nem tinha reparado. Mas já agora acrescento que depois, um frade capuchinho botou leite e mel no café e inventou aquilo que dele ficou com o nome.
Salve, gasosa figura!