quinta-feira, maio 24, 2007

As verdadeiras intenções do ministro

Ninguém percebeu o alcance do que disse o ministro das Obras Públicas. O que ele fez foi extraordinariamente inteligente. Ao dizer que o sul do país é um deserto onde não há nada, suscitou um coro de protestos de autarcas e responsáveis da região: que não, que há sim senhor, que aquilo é riquíssimo.
E assim, de uma penada, o ministro das Obras Públicas retirou a todo o sul do país a legitimidade para reivindicar mais atenção e investimentos do Governo: eles próprios dizem que estão bem servidos de escolas, hospitais, etc.

1 comentário:

Joana D'Apre disse...

Genial. Depois foi só observar tranquilamente, os paspalhos da margem sul, um após outro, a afogarem-se nos seus próprios complexos. Seria o meu herói se não tivesse estragado tudo dizendo que disse mas que não disse. No balls, é o que é. :)