quinta-feira, agosto 23, 2007

Da modernidade

Primeiro foram as misturas para saladas e sopas. Pindérico, mas enfim.
Agora a coisa está num outro nível: há sacos de batatas descascadas.

Descascadas de sem casca mesmo. É só meter na panelinha.

Não faço ideia de que antioxidantes aquilo leva para não escurecer, mas agora também não tenho tempo para pensar nisso porque – pasme-se – descobri maçãs já cortadas às fatias. Tipo, fatiadas mesmo, livres de caroço e sementes.

De modos que todo o meu tempo livre é ocupado na vã tentativa de perceber que espécie de pessoa compra uma maçã já fatiada porque supostamente é mais “prático, saudável e higiénico”.


PS – esperem… acho que isto começou com o pão sem côdea…

2 comentários:

Joana D'Apre disse...

Pindérico?? É do melhor! Sei lá se é saudável...mas ainda bem que há quem pense nas pessoas absolutamente destituídas de paciência culinária, como eu! A maçãzita fatiada não entra lá em casa porque detesto maçãs mas muito obrigada pela dica das batatas já descascadas!

Espero que o Diogo Cão esteja plenamente recuperado dos teus maus tratos. :)

Mazinha disse...

eu n o tratei mal, pá!!! aliás, acabaram-se os mata-mosquitos electricos lá em casa à conta do estafermo. Daí que eu ande com uma perninha cheia de vesículas e a tomar anti-histamínicos, cortisona e anti-alérgicos. Mas o cão tá com um pêlo sedoso, ao menos isso... já a dona... snif snif